Campos (RJ): Empreendedorismo nas Escolas

Prefeitura inicia capacitação de professores para despertar o espírito empreendedor dos estudantes de escolas públicas

Por Francisca de Assis

Fonte: http://www.campos.rj.gov.br 

Campos (RJ) – A capacitação dos 60 professores do 1º e do 2º segmentos que vão atuar no programa Jovens Empreendedores nas escolas municipais teve início nesta terça-feira (06/06). A iniciativa é da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Petróleo (Sedep), em parceria com a Secretaria de Educação, o Sebrae e a Universidade Estácio de Sá. A abertura aconteceu no auditório da universidade.

– Os professores vão multiplicar nas salas de aula os conhecimentos, para que possamos transformar alunos em empreendedores. Este incentivo deve começar na escola. Este saber não vai se limitar à sala de aula. Os alunos vão levar esta ideia para suas famílias – ressalta a secretária de Educação, Joilza Rangel. A capacitação dos professores vai acontecer sempre às terças-feiras, das 8h às 12h, até o dia 10 de julho.

Segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico e Petróleo, Marcelo Neves, o objetivo do projeto é dar uma motivação a mais aos jovens.  “A ideia é despertar no cidadão desde criança o espírito empreendedor, para que, no futuro, ele possa transformar um sonho, uma ideia em um grande projeto de vida para o futuro. Para isso, é preciso ter coragem e apostar na sua ideia”, destaca Neves.

O secretário acrescenta que Campos é um município empreendedor. São mais de 7 mil empreendedores individuais formalizados pela prefeitura. “Para isso, eles contam com o incentivo do Fundo de Desenvolvimento de Campos (Fundecam), que disponibiliza recursos para pequenos negócios”, enfatiza.

A capacitação dos professores é feita pelo Sebrae. A consultora Ana Paula Caputo apresentou a metodologia do curso. Segundo o representante do Sebrae, o analista Carlos Couto, é preciso mudar a ideia de que a abertura de negócios no Brasil normalmente ocorre por necessidade. “Com os investimentos que estão vindo para a região, como o Porto do Açu e o Complexo Logístico Farol-Barra do Furado, é preciso que os jovens estejam preparados para atuar nos nichos de mercado que vão surgir, com o aumento da população “, completa.

Comentários

0 Seja o primeiro a comentar Adicionar novo comentário