MEI é o que mais busca capacitação do Sebrae em Goiás

A pesquisa avaliou o perfil do público atendido pelo Sebrae em 2016, e identificou os micro empreendedores individuais como mais atendidos pela instituição

Agência Sebrae de Notícias (ASN), por Rhaissa Silva
20/04/2017

Com o objetivo de conhecer o perfil do cliente atendido e definir estratégias de relacionamento, o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Goiás (Sebrae/GO) realizou pesquisa que apontou as potencialidades de atuação de seu público. Os resultados são de extrema importância para o Sebrae que poderá, a partir deles, atender suas necessidades e torná-los mais competitivos.

A pesquisa considerou o período de janeiro a dezembro de 2016 e, dentre o público que mais procura a instituição, os Microempreendedores Individual (MEI) se destacam.Segundo a gerente da Unidade de Gestão Estratégica, Camila Costa, a pesquisa subsidia as áreas de atendimento com dados relevantes para tomada de decisão e definição de estratégias. “Esta ação está alinhada aos objetivos estratégicos de atuar com inteligência de mercado, garantir a gestão do conhecimento e aumentar ainda mais a competitividade dos pequenos negócios”, diz a gerente.

Os atendimentos do Sebrae Goiás se deram por meio dos instrumentos de consultoria, cursos, feiras, missões/caravanas, palestras, oficinas, rodadas de negócios, seminários e orientações técnicas.Com relação ao público, 55% das empresas atendidas são MEI, seguidos de 36% de microempresas e 9% de empresas de pequeno porte. “A proporção de MEIs atendidos reflete o universo de Goiás, onde eles representam quase 60% das pequenas empresas do Estado, e mostram a importância da categoria para o crescimento econômico do estado”, ressalta.

Para elaboração deste relatório, foram consolidadas informações do Sistema de Monitoramento Estratégico/SME e Sistema Integrado de Atendimento/SiacWeb.“Durante este período, de janeiro a dezembro de 2016, foram atendidos 94.681 pequenos negócios e 64.634 pessoas físicas”, explica a gerente.

Setor Rural se destaca com maior número de micro empresas

Segundo a pesquisa, 94,43% das empresas rurais atendidas são microempresas. No setor de comércio 45,88% são Microempreendedores Individuais, seguido por 40,76% de microempresas e 13,36% de empresa de pequeno porte.No setor da indústria 69,53% são Microempreendedores Individuais, seguido por 21,88% de microempresas e 8,6% de empresas de pequeno porte. Já o setor de Serviços 71,45% são Microempreendedores Individuais, seguido por 24,01% de microempresas e 4,54% de empresas de pequeno porte.

Com relação às atividades econômicas, o comércio varejista, alimentação, outras atividades de serviços pessoais, agricultura, pecuária e serviços relacionados, comércio e reparação de veículos automotores aparecem como as cinco principais atividades econômicasmais atendidas pelo Sebrae em 2016, totalizando 65% dos pequenos negócios atendidos pela instituição.

Dentre os 10 municípios mais atendidos pelo Sebrae, a capital Goiânia lidera ranking com 28%; seguida por Aparecida de Goiânia, com 7%; Anápolis 6%, Rio Verde 3%, Luziânia 3%, Catalão 2%, Jataí 2%, Caldas Novas 2%, Goianésia 2%, Águas Lindas de Goiás 2%, e outros municípios juntos somam os 42%. Em Goiânia, o Microempreendedor Individual, totaliza 50% dos atendidos, as microempresas somam 39%, e as empresas de pequeno porte totalizam 11%.

Para ler notícia na fonte, clique AQUI.

Comentários

0 Seja o primeiro a comentar Adicionar novo comentário